Adriana Gontijo Caixeta

Profissão: Agente de Polícia do Estado de Goiás

O FATO

Uma das mortes mais violentas praticadas contra policiais civis em Goiás. No dia 14 de Agosto de 2006, o policial civil Adriano Gontijo Caixeta, foi espancado, torturado e assassinado com mais de seis tiros por bandidos que assaltaram um ônibus de carreira que fazia o trajeto Goiânia / Cavalcante (GO). Conforme as testemunhas, dois dos acusados entraram no ônibus e recolheram dinheiro e objetos de valor dos passageiros, enquanto os outros dois faziam a segurança do lado de fora. O policial civil teria tentado esconder a identidade profissional, mais foi percebido. Um dos assaltantes se aproximou e disparou um tiro na barriga dele. Não satisfeitos, os acusados retiraram o policial de dentro do ônibus e o torturaram até a morte. Alguns dias após o fato, a policia civil de Goiás, mostrando eficêcia e inteligência nas investigações desse latrocínio (assalto seguido de morte), desvendou o crime e prendeu todos os meliantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *