Célio Cassimiro Tristão

Profissão: Delegado de Polícia de Classe Especial

O Fato

O delegado da polícia civil do Estado de Goiás CÉLIO CASSIMIRO TRISTÃO, foi covardemente assassinado no dia 29 de dezembro de 2015, durante um assalto no Residencial Guarema, em Goiânia. Ele foi baleado dentro de uma obra de sua propriedade.

De acordo com o servente, Tristão estava conversando com ele em frente ao lote sobre o orçamento de um muro quando um homem armado anunciou o assalto. O delegado disse ao criminoso para entrar na casa, onde pegaria os pertences. Em seguida, ele foi baleado.

Mesmo baleado, com tiro na cabeça, o delegado foi levado inconsciente ao Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). O paciente chegou no Hospital em estado grave e não resistiu aos ferimentos.

Depois de completado um mês do crime, mais precisamente no dia 30 de Janeiro de 2016, a polícia militar, através do Batalhão de Choque, prendeu um dos autores do crime. Trata-se Rafael Pires de Almeida, de 22 anos, que foi encaminhado para a Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) a fim de ser autuado.

Em um vídeo gravado pela PM, ele confessa ser o autor do disparo que matou o delegado na manhã do último dia 29 de dezembro no Residencial Guarema em Goiânia. O carro do delegado foi roubado e foi recuperado horas depois no Conjunto Itatiaia, em Goiânia.

Outros dois maiores já estão presos e um menor apreendido acusados de participação no latrocínio (roubo seguido de morte).

Confira o vídeo da Confissão: http://www.emaisgoias.com.br/2016-01-30/cidades/goiania/policia/preso-ladrao-que-matou-delegado-celio-cassimiro-tristao

Célio Cassimiro Tristão se aposentou compulsoriamente em 2012 após atuar por mais de 40 anos na polícia. Trabalhou em várias delegacias distritais e estaduais, sendo lotado, por último, na Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter). Ele integrava uma família de policiais, uma vez que seu filho, sobrinho, irmão e sua sobrinha também são policiais civis do Estado de Goiás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *