Márcio Lucena de Freitas

Profissão: Agente de Polícia do Estado de Goiás

O FATO

O agente da Polícia Civil Márcio Lucena de Freitas foi morto a tiros no dia 10 de setembro de 2011, no setor Cidade Vera Cruz, em Aparecida de Goiânia, quando tentava apaziguar uma briga de trânsito. O crime ocorreu em frente a uma confecção na rua H-18 do Setor Cidade Vera Cruz.

Um amigo do policial, Alcio Pereira dos Santos, conhecido como “Pepeu” também foi baleado e encaminhado para o HUGO, porém não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A vítima trabalhava no 4º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia e estava de folga quando foi assassinado.

Porém, no dia 07 de novembro de 2011, dois meses após o crime, a Polícia Civil apresentou o casal suspeito de matar o policial civil Márcio Lucena de Freitas e também do amigo dele, Álcio Pereira Santos.

De acordo com a Polícia Civil, Thiago Augusto do Amaral, 26 anos, atirou no policial e em Álcio, incitado pela companheira, Lívia Maria da Silva, 18 anos. Os dois foram presos no dia 03 de novembro em uma favela em Belo Horizonte (MG).

Thiago, conhecido como “Mosquito”, já responde por um homicídio ocorrido em Goiânia em 2008. Na casa dele, os policiais encontraram drogas e uma balança de precisão. A operação foi comandada pelo delegado Maurício Massanobu, do Grupo de Investigações de Homicídios de Aparecida de Goiânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *