Médica diz estar arrependida após rasgar receita de paciente de 72 anos por ele ter votado no PT

Médica pede desculpas e se diz arrependida depois de ter rasgado a receita de um idoso porque ele disse que votou no candidato do PT, Fernando Haddad. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Na última segunda-feira (8), o paciente de 72 anos procurou atendimento por volta das 7h30 em um hospital público de Natal (RN) e foi atendido pela infectologista Tereza Dantas. O aposentado contou que, após receber a receita, a médica perguntou em quem ele tinha votado e ele respondeu que votou em Haddad.

Imediatamente a infectologista respondeu: “Pois então, não dou mais a receita” e rasgou. Segundo o paciente José Alves de Menezes, outras pessoas viram a cena. “Me senti ofendido. Passei vergonha na frente de todo mundo. No início, achei que era brincadeira e até ri”, lembrou o idoso.

“Respondi na inocência. Nem sabia quem era o candidato dela”, disse José. O idoso procurou a direção do hospital e conseguiu outra receita. No entanto, também registrou queixa na ouvidoria da unidade, além do boletim de ocorrência na Polícia Civil.

A infectologista confessou que rasgou a prescrição que tinha passado ao paciente e disse ao G1 que está arrependida e agiu por impulso. “Eu realmente rasguei [a receita] porque ele não votou no meu candidato. Fiz errado, não tenho dúvidas”, disse Tereza.

A médica ainda disse que pediu perdão a Deus. “Pedi que ele me ajudasse a tirar de mim essa mágoa. Eu nunca gostei de extremismos e estava me transformando em algo que não gosto. Não deveria ter feito isso, eu sei”, lamentou a profissional.

A vice-coordenadora do Sindicato da Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde), Simone Dutra, afirmou que o setor jurídico da entidade está preparando uma denúncia ao Conselho Regional de Medicina (CRM).

Fonte: O Popular



Os comentários estão encerrados.