Polícia Civil cumpre prisões e mandados de buscas em Formosa durante investigação contra homicídios ocorridos na cidade

Na madrugada dessa segunda-feira (14), 40 policiais civis – pertencentes aos Grupos de Investigação de Homicídios (GIHs) de Planaltina e Formosa; Grupo de Repressão a Crimes Patrimoniais (GEPATRI) de Formosa; Delegacias de Atendimento à Mulher (DEAMs) de Formosa e Planaltina, bem como da 1° e 2° Delegacias Distritais de Polícia de Formosa, todas integrantes da 11° Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Formosa – deram cumprimento a 10 mandados de prisão e de buscas e apreensões de indivíduos envolvidos em dois homicídios e um latrocínio, ocorridos no município de Planaltina de Goiás neste ano.

No dia 15 de março deste ano, por volta das 03h20, no Residencial São Francisco, Rodrigo de Lira foi trucidado por um grupo de indivíduos que bebiam e usavam drogas em companhia da vítima, que foi apedrejada no crânio e golpeada por instrumento perfuro-cortante inúmeras vezes, bem como teve o seu aparelho celular e carteira subtraídos. A vítima tinha uma desavença com dois irmãos que faziam parte do grupo e acreditava ter com os mesmos se reconciliado, mas, durante uma discussão, o ressentimento dos autores aflorou e foi o estopim para o ato de selvageria. Três dos envolvidos já tinham sido presos em operação anterior e ontem foram detidos um menor, com o qual foi apreendido uma arma de fogo, e um adulto cujas identidades foram descobertas posteriormente.

Posteriormente, no dia 27 de abril deste ano, por volta das 04h40, em frente a um lote baldio na expansão do bairro São José, Márcio Ferreira da Silva Júnior foi assassinado com um tiro no peito e diversos golpes de faca e facão. Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu que a vítima foi morta por supostamente ter furtado a bicicleta do pai de um dos autores, sendo que, durante a operação, foram detidos dois adolescentes e dois adultos envolvidos nesse homicídio.

Por fim, no dia 27 de julho de 2020, por volta das 07h29, no interior de um imóvel situado no Setor Oeste, ocorria uma festa com adultos e adolescentes que consumiam bebidas alcoólicas e drogas, sendo que, em dado momento, Waldicinio Macedo Costa foi assassinado com golpes de faca, bem como marretadas e pedradas no crânio após ter assediado a namorada de um dos autores, sendo que a própria moça também participou do crime e confessou ter desferido os golpes de faca. Após massacrarem a vítima, arrastaram seu corpo para a via pública e lá o abandonaram. Foram detidos por esse crime um adolescente, enquanto o casal ainda está foragido.

Fonte/foto: PCGO



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *