Polícia descobre fábrica clandestina de armas que produzia até metralhadora, em Orizona

A Polícia Militar descobriu uma fábrica que produzia armas de fogo de forma artesanal, em Orizona, na região sudeste de Goiás. De acordo o tenente Rogério de Oliveira, uma jovem de 25 anos e um adolescente de 14 seriam os responsáveis por produzir as armas, entre elas uma metralhadora com alto poder de destruição.

Os nomes dos suspeitos não foram divulgados pela PM, portanto, o G1 não conseguiu encontrar o advogado de defesa para que se posicione.

“Recebemos uma denúncia anônima de que nessa casa estava acontecendo tráfico de drogas. Quando chegamos no local encontramos as armas, inclusive essa metralhadora com alto poder de destruição”, explicou o tenente.

Segundo o sargento Marcelo Gomes, que também participou da ocorrência, a jovem confessou que vendia as drogas e produzia as armas com a ajuda do marido e do filho. “Ela disse que esse era o negócio da família. O marido não estava em casa no momento do flagrante e ainda não foi localizado”, disse.

Além da metralhadora, também foram apreendidos materiais para produção de outras cinco armas, munições, porções de maconha, cocaína, pedras de crack e uma facão.

Ainda de acordo com a PM, a mulher foi presa por tráfico de drogas, comércio e uso ilegal de armas de fogo. Ela foi encaminhada para o presídio de Silvânia. Já o menor de idade, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado.

Foto:  PM-GO/Divulgação

Fonte: G1 Goiás



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *