Polícia prende dono e funcionários de loja de revenda de peças de carros, em Goiânia

Depois de três meses de investigação, Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (11) a Operação Fidúcia, que prendeu o proprietário e três funcionários de uma loja de revenda de peças automobilísticas. No estabelecimento comercial, localizado na Vila Canaã, em Goiânia, a Polícia Civil recuperou um veículo I-30 que havia sido roubado em Brasília e também peças de um Prisma, subtraído em Goiânia, ambos nos últimos dois meses.

O proprietário do local, Roberto Pereira Maciel, de 40 anos, já possui passagem por receptação e um dos funcionários, Mateus Vasconcelos das Chagas, de 22 anos, possui antecedentes por tentativa de roubo. Os outros dois detidos foram identificados como Winston José dos Reis, de 30 anos, e Luis Carlos Moreira da Silva Oliveira, de 20 anos. Todos tivera prisão temporária decretada por cinco dias e devem responder pelos crimes de associação criminosa e receptação qualificada, agravada pelo comércio das peças. Se somadas, as penas podem ultrapassar 10 anos.

Responsável pela investigação, o delegado-adjunto da DERFRVA, Gustavo Rigo afirma que além dos quatro mandados de prisão, foram realizados seis de busca e apreensão. Um destes, na residência de Roberto, em Aparecida de Goiânia, onde também foram encontradas munições de calibres .28 e .38. Com isso, ele também irá responder por porte ilegal e armas, conforme art. 12 da Lei do Desarmamento.

“O objetivo de operações como esta é reprimir o comércio de peças roubadas na capital. O nome Fidúcia é porque neste caso, existe uma particularidade. Os funcionários da empresa também roubavam o dono, subtraindo peças e revendendo a terceiros. Ladrão que rouba ladrão, responde por receptação. Eles receptavam veículos roubados e revendiam a terceiros. Investigações continuam e nosso objetivo e atingir toda a cadeia, incluindo também quem rouba os carros e não apenas quem revende”, completa.

Fonte: O Popular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *