Policiais fazem manifestação contra a reforma da Previdência

Policiais civis, federais e rodoviários federais, guardas municipais e movimentos sindicalistas protestaram, no começo da tarde desta terça-feira (21/05/2019), contra o texto da PEC 06 da Reforma da Previdência, promovido pela equipe econômica do governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Entre as medidas que não agradaram aos agentes de segurança pública estão a exclusão da seguridade de benefício para o risco de vida, o aumento nas alíquotas previdenciárias e a diminuição das pensões para cônjuges de policiais.

Os manifestantes se posicionaram em frente ao Congresso Nacional e organizadores estimam a presença de, pelo menos, 2,5 mil pessoas. Além de faixas e cartazes, um pato inflável e um cemitério – que representou os policiais mortos em exercício da profissão – foram montados pelos organizadores do evento.

“O efeito dessa reforma passando do jeito que está vai ser o desinteresse pela carreira policial”, disse André Gutierrez, presidente da Confederação Brasileira dos Trabalhadores e Policiais Civis. Ele diz que o reconhecimento do governo aos servidores da segurança pública é necessário.

Durante o movimento, que ficou no gramado, os líderes sindicalistas e parlamentares discursaram em favor da classe dos policiais e contra pontos da reforma da Previdência. Para a deputada federal Sâmia Bomfim (SP), a PEC 06 é “um grande retrocesso para todas as categorias de trabalhadores do país”, apontou.

Mulheres injustiçadas
Um outro ponto bastante contestado pelos policiais e que deve ser revisto é a diferença de gênero no tempo de contribuição. Atualmente, existe uma aposentadoria diferenciada para mulheres. No entanto, em reunião feita em fevereiro deste ano, a equipe econômica decidiu igualar as idades.

Em defesa das mulheres, a presidente do Sindicato dos Policiais Federais no Estado do Paraná (SINPEF-PR), Bibiana Orsi, afirmou que as decisões do governo têm tirado o direito constitucional das mulheres policiais. “O óbvio é que as mulheres polícias tenham os mesmo direitos que as mulheres trabalhadoras”, reclamou.

Momentos antes da manifestação, um ônibus de Belém (Pará) chegou no local. Cerca de 50 passageiros saíram do veículo. Representando policiais civis e guardas municipais, eles saíram de Belém no último domingo (19/05/2019), às 19h.

Fonte/foto: https://www.metropoles.com/brasil/policiais-fazem-manifestacao-contra-a-reforma-da-previdencia



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *