Presa dupla que atirou contra irmãos e “comemorou” crime em distribuidora

Um estudante e um corretor de imóveis foram presos suspeitos de matar um jovem e ir a uma distribuidora para beber e dançar após o crime, no setor Village Ataila, na capital. De acordo com as investigações, coordenadas pelo delegado Francisco Costa Júnior, o crime aconteceu após o primo de um deles passar a mão nas nádegas da irmã da vítima e a mulher cuspir em um dos investigados. Ela também foi baleada, mas sobreviveu.

Durante a apresentação à imprensa nesta terça-feira (18), Daniel do Carmo da Conceição Ribeiro, de 30 anos, e Iovaldo Freitas da Silva Freitas, vulgo “Taboca”, de 37 anos, preferiram ficar em silêncio. As câmeras de monitoramento do estabelecimento também registraram o momento do cuspe, além de quando um dos suspeitos passa a arma que ele tinha para o colega cometer o crime.

Segundo o delegado, no dia 20 de maio, os suspeitos e um adolescente de 17 anos estavam em uma distribuidora com a vítima, Matheus Bernardes Alves de Godoi, 21, e a irmã dele, Geralda Divina Silva Damasceno, 18. Eles começaram a beber e usar drogas no fim da tarde e percorreram algumas distribuidoras da região. Por volta de 3h, o adolescente teria passado a mão nas nádegas de Geralda.

“Começou uma discussão, e o Daniel tomou as dores do menor, que é primo dele. A Geralda cuspiu no rosto de Daniel e foi embora junto com o irmão”, disse o delegado. Após o cuspe, os irmãos vão embora. Logo depois, a dupla entra em uma caminhonete e vai atrás dos dois. As imagens não mostram o momento do crime, mas flagram quando os dois voltam à distribuidora, estacionam o veículo e começam a dançar, como se estivessem comemorando o homicídio.

Matheus foi atingido por três tiros e morreu no local. Já Geralda foi atingida no ombro, boca e abdômen, mas sobreviveu.

Fonte/foto: PCGO



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *